Brasil precisa abandonar sistema processual penal inquisitivo

Conjur

Em seu artigo “Brasil precisa abandonar sistema processual penal inquisitivo” publicado pelo Conjur, André Luiz Alves de Melo, traz à tona um tema pouco observado no âmbito do processo penal brasileiro, em decorrência da cultura jurídica do nosso país.  Segundo o autor, a busca pelo contraditório, estabelecendo o sistema acusatório, norteado pela Constituição, não tem sido alcançada pelos resquícios inquisitivos.

Os magistrados posicionam-se de forma imparcial, utilizando das provas apresentadas com intuito de convencer os demais a seguirem o seu entendimento contrariando o princípio da imparcialidade judicial, que visa à neutralidade do revisor e relator.

* * *
Acompanhe o Prof. Medina no Twitter e no Facebook

Folheie as obras do Prof. Medina: 
CF Comentada 
CPC Comentado
Código Civil comentado

Processo Civil Moderno, volumes 1, 2, 3 e 4 
* * *

Para o promotor de Justiça, o sistema inquisitivo arraigado durante processo, tem como conseqüência, um exacerbado número de presos na execução penal e ainda sustenta que no País a população carcerária gera beneficio para a própria defesa, que adquire mais argumentos para solicitar verba pública.

Pautado na Ação Penal 470, conhecido como o Julgamento do Mensalão, Melo por fim, declara que este é momento de analisar a adoção do processo penal constitucional com sistema acusatório. 

Leia a íntegra do artigo aqui.

Fonte: Conjur

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s