“Com a toxicodependência cognitiva que causa, internet deve ser proibida em aula” diz Julio Groppa

Estadão, por Julio Groppa Aquino.

Em texto ao Estadão, Julio Groppa Aquino, professor da USP, disserta sobre o dilema que o uso da ferramenta da internet representa para os responsáveis pela educação das novas gerações.

Segundo ele, muitos revelam-se incapazes de evitar uma atitude de desconfiança em relação a um mundo virtual, onde os pequenos feitos cotidianos tornam-se públicos; um mundo também de espionagem, de delação e de falcatruas virtuais.

Mesmo admintindo ser escravo do uso da internet, Groppa afirma que seu uso em sala de aula deve ser terminantemente proibido . A justificativa de tal afirmação é que os jovens se tornaram vítimas da  “síndrome de abstinência virtual”, carregando seus aparatos eletrônicos como extensões de seus corpos.

Folheie as obras do Prof. Medina: 
CF Comentada 
CPC Comentado
Código Civil comentado

Processo Civil Moderno, volumes 1, 2, 3 e 4 
* * *

O conflito de gerações e pensamentos é cada vez mais frequentre nas salas de aula. De um lado os professores com seus rigores de pensamento e de outro os jovens, frutos da indústria cultural.

Por fim, o professor expõe o anacronismo pedagógico radical, segundo ele, consubstanciado em responsabilidade intelectual inquebrantável e vontade política de levar ideais importantes às novas gerações.

Veja o texto na íntegra aqui.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s