Artigo “Não seja professor”, por Vladimir Safatle

Instituto Humanitas Unisinos, por Vladimir Safatle

 

Professor há quase 20 anos, Vladimir Safatle, revela a realidade da profissão, critica as condições de trabalho e a trágica forma com que o governo tem lidado com as manifestações. Dirigindo-se diretamente aos seus alunos pede “para que não sejam professores, não cometam esse equívoco. Esta “pátria educadora” não merece ter professores”.

 

O professor de Filosofia destaca a desvalorização do profissional no Brasil. O salário do professor brasileiro fica na penúltima posição numa lista de 35 países, atrás do Chile, México e da Turquia.

 

Em tom de revolta, o autor afirma: “Se você tiver a péssima ideia de se manifestar contra o descalabro e a precarização, caso você more no Paraná, o governo o tratará à base de bomba de gás lacrimogêneo, cachorro e bala de borracha”.

 


Leia o texto na íntegra aqui.


Fonte: Instituto Humanitas Unisinos

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s